Categorize seus produtos com qualidade e aumente suas vendas

Categorize seus produtos com qualidade e aumente suas vendas

Ao contrario do que muitos pensam, o sucesso na vida não está nas grandes tomadas de decisões, o sucesso está nas coisas pequeninas do dia-a-dia, aquelas que fazemos sem nem ao menos nos darmos conta. O mesmo se aplica ao e-commerce: não adianta fazer grandes investimentos para conseguir acessos se, ao adentrar em seu e-commerce, o cliente se depare com uma enxurrada de produtos, sem critérios de organização e, tampouco, classificação.

E você já parou para analisar em quantas pessoas desistem de realizar uma compra em um site por não encontrarem o produto (mesmo que esse exista) ou até mesmo por se sentirem confusas com o layout da pagina principal? Se você conseguiu imaginar, ou pior, está passando por isso, não entre em panico: É possível reverter essa situação sem despender de muito tempo e sem gastar muito dinheiro. Isso é possível através da categorização

O que é categorização

A categorização é um sistema de organização que se baseia no agrupamento de produtos, onde cada produto se corresponde apenas com produtos da mesma classe aplicada. Isso é um dos principais motivos que garantem o sucesso do e-commerce, já que facilita a organização e aumenta as chances do cliente encontrar o que está buscando. Termos como “mais vendidos,” “ordem alfabética,” “menor preço,” “novos produtos” ou ainda a divisão por seções fazem parte da categorização.

O maior prejuízo que um e-commerce pode ter é não conseguir escoar seu estoque,ter má aceitação do publico e queda no posicionamento do Google devido ao publico permanecer pouco tempo no site. Outro ponto negativo está na dificuldade de manutenção dos itens vendidos. E todos esses itens podem ser reduzidos (se não eliminados) com a aplicação da categorização de produtos. Com ela, seu negócio fica mais organizado e a ergonomia do e-commerce aumenta, tornando-se mais fácil navegar (e permanecer) na loja virtual.

Como criar uma categorização de primeira

1. Crie categorias de produtos: Mas não se esqueça que o critério são as similaridades entre produtos. Por exemplo, só agrupe câmeras na categoria “câmeras, filmadoras e dispositivos eletrônicos” e lápis no agrupamento “papelaria e materiais escolares”.

2. Agrupe as categorias: Uma vez que todos os itens forem agrupados, é hora de reunir todos os grupos que pertençam ao mesmo segmento, por exemplo, se todos os produtos forem elétricos e pertencentes a cozinha, então a classificação que pode ser usada é “linha branca” ou até mesmo a palavra “cozinha”.

3. Lista infinita, número de paginas fixos: Esqueça aquela historia de 15 paginas com ofertas de relógio. Na maioria das pesquisas, dificilmente alguém passará da terceira pagina, por isso, crie no maximo duas paginas de produtos (mesmo que cada pagina possua por exemplo 500 itens).

4. Itens mais vendidos tem precedência maior: Não se esqueça que, em cada categoria, é preciso dar hierarquia aos produtos. Os produtos que mais vendem devem estar no topo da primeira pagina da categoria, para facilitar o acesso e consequentemente a venda.

5. Abuse dos filtros de pesquisas: Estruture sua categorização de modo que seja possível aplicar os mais diversos filtros. Quanto mais filtros, melhor para o usuário.

Se você já possui um e-commerce e por ventura ele está desorganizado, no começo a transformação do site pode ser complicada, mas não impossível. Tenha paciência e trabalhe diariamente, que em pouco tempo você estará vendendo todo o estoque!

E você, como está cuidando da categorização de seu e-commerce? Conte para a gente na seção de comentários abaixo!