Você sabe precificar o que vende?

Você sabe precificar o que vende?

Muitos fabricantes e comerciantes encontram dificuldades em definir o preço de uma mercadoria. Nessa hora, não há espaço para improvisação ou “achismos”. A precificação de um produto requer método, de forma a garantir volume de vendas e, consequentemente, lucro. O importante é proporcionar ao consumidor a percepção do valor do item, despertando o interesse pela aquisição do artigo.

A precificação da mercadoria deve levar em consideração fatores como os gastos com a produção, os canais de distribuição, a promoção do artigo e a compreensão do cliente sobre a importância do produto. Como variável mais flexível, o preço pode ser ajustado no curto prazo. Ele apresenta um peso estratégico no negócio. Tanto pode proporcionar o aumento das vendas e do faturamento, quanto ampliar a fatia da empresa no mercado ou ainda atuar como elemento de reação às táticas adotadas pela concorrência.

Lucro na medida certa

O valor cobrado pelo artigo deve ser capaz de gerar lucro para aquele que o produz ou o comercializa. No entanto, esta não é uma equação simples. O preço não pode ser tão alto, a ponto de desestimular a compra e afastar o consumidor. Mas também não há necessidade de rebaixá-lo demais e depreciar o produto aos olhos do cliente.

O primeiro passo para a composição do preço da mercadoria é analisar quatro elementos:

  • Custo – abarca todos os elementos empregados na fabricação do produto, desde a matéria-prima até os impostos.

  • Concorrência – compara o preço do artigo com os praticados pela concorrência, levando em conta a dinâmica do mercado.

  • Consumidor – avalia o quanto o cliente se dispõe a pagar pela mercadoria. Para tanto, o fabricante ou comerciante utiliza pesquisas de mercado, analisa o cenário econômico e traça o perfil do público-alvo (poder aquisitivo, hábitos de consumo e necessidades).

  • Valor agregado – analisa o quanto o produto satisfaz as necessidades e desejos do cliente, estabelecendo a ligação entre consumidor e mercadoria. O valor agregado ajuda o consumidor a perceber se o produto é caro ou barato.

Estratégias de precificação

O empresário pode adotar duas estratégias para precificar o seu produto. A primeira delas consiste em lançar a mercadoria com o preço máximo para a demanda e, em seguida, gradativamente baixá-lo. Dessa forma, o fabricante ou comerciante recupera rapidamente os altos investimentos necessários para a concepção de produtos inovadores. Mas a tática só funciona enquanto não houver mercadorias similares no mercado.

A segunda estratégia aposta no lançamento do produto com preço abaixo da média e posteriormente aumentá-lo de forma gradativa. O objetivo é conquistar em curto espaço de tempo uma parcela representativa do mercado e fidelizar o consumidor. Esta tática funciona muito bem para produtos com muitos similares e em mercados extremamente competitivos.

Como fazer a precificação

Para definir o preço de um artigo, há três métodos de cálculo. O primeiro é o mark-up, no qual se analisa os custos de produção, comercialização, distribuição e divulgação da mercadoria, acrescentando-se a margem de lucro. Esta é a forma mais simples e segura de precificação – e também a mais utilizada e recomendada.

O segundo método é chamado de preço-teto. Por esta forma, o fabricante ou comerciante identifica o preço máximo que o cliente está disposto a pagar. O empresário realiza ajustes para garantir custos mais baixos, maior produtividade e lucro.

A terceira forma de precificação é conhecida como percepção de valor. Ela busca fazer com que o consumidor perceba a relação entre o produto e o preço praticado. Tal análise do comprador recebe influência de elementos como descontos, prazos, taxa de juros, serviços adicionais e atributos da marca, entre outros. Este método permite a remuneração do esforço feito para agregar valor ao produto.

Precificação inteligente e diferenciada

O empreendedor pode ir além e utilizar a estratégia da precificação otimizada. A Crowdtask oferece esse serviço, que consiste na terceirização inteligente de tarefas. A empresa dispõe de uma equipe de workers capacitados para realizar buscas em toda a internet. Dessa maneira, o empresário tem acesso ao comparativo de preços praticados pelos concorrentes, levando em consideração as características do produto. A adoção da precificação otimizada garante confiabilidade de resultados e gera ganhos financeiros.

Todo o processo que envolve a tarefa de precificação de produtos requer planejamento. Ter controle e conhecimento de todas as etapas percorridas pela mercadoria desde a sua fabricação até a comercialização permite ao empresário definir qual a metodologia mais indicada para a definição de preços – e preservando uma margem de lucro adequada ao artigo.


Em poucos dias, nós criamos uma análise dos preços de concorrentes para toda sua base de produtos. Com isso, você elabora uma estratégia de preços que aumenta suas margens e que venda mais seus produtos campeões! Confira!