Aprenda com as melhores práticas de 5 sites de e-commerce internacionais

Aprenda com as melhores práticas de 5 sites de e-commerce internacionais

Ao longo dos anos, temos visto surgir muitos sites de comércio eletrônico e apenas alguns deles realmente ganham popularidade. O que esses vitoriosos têm em comum? A americana UnilogCorp avaliou uma série de casos de sucesso e elegeu os cinco melhores. Vale a pena conferir essa lista para se inspirar em suas histórias!

Práticas de sucesso de 5 sites de e-commerce internacionais

Ao.com

Antigamente chamado de AppliancesOnline.com, o Ao.com é um site de eletrodomésticos. Eles implementaram muitas das melhores práticas que um comércio eletrônico pode ter, como integração com redes sociais que fornece mecanismos automáticos de opiniões e comentários de clientes em sua página do Facebook.

Eles também têm a descrição do produto bem clara, com revisões, imagens de alta qualidade e, o mais importante, com fácil navegação e botões call to action. O que mais o consumidor pode desejar?

Grainger

Grainger é uma importante fornecedora industrial da América do Norte. A melhor parte do site é a busca e navegação guiada. As classificações dos produtos são claras com várias opções de filtragem que ajudam a chegar ao produto rapidamente. Agora, esse é o imperativo de todas as empresas de comércio eletrônico B2B, especialmente as que possuem grande catálogo: fazer com que os clientes cheguem ao produto certo rapidamente.

O e-commerce da Grainger também possui uma ferramenta para ajudar compradores industriais que conhecem os números da peça que querem comprar. Há ainda seções dedicadas a produtos e alternativas que melhoram as chances de venda e de cross selling.

Amazon

Amazon é apontada como detentora do comércio eletrônico mais marcante até agora. Eles têm feito tudo certo em termos de conteúdo. Eles também têm uma estrutura uniforme para o conteúdo do produto com classificação adequada. Uma das desvantagens é que, uma vez que o site é um tipo de mercado que permite vários vendedores, pode haver irregularidades nas descrições dos produtos.

Suas características e o transporte rápido são um grande sucesso entre os consumidores. O recurso de busca com autossugestão ajuda o usuário a localizar o produto certo com ainda mais rapidez. A Amazon também tem recurso de filtros para que o cliente escolha os produtos facilmente.

Asos

Asos é um site para compra de roupas de marcas famosas. Eles possuem um microsite que permite ao usuário fazer upload de suas fotos com um novo visual e ainda permite que o cliente crie seu look misturando e combinando peças de roupa de diversas partes do site.

E eles também têm uma comunidade de moda e transmissão ao vivo do que está ligado ao site. Isso pode ajudar os usuários a conhecer mais sobre os produtos e a acompanhar as últimas tendências do mundo fashion.

McMaster-Carr

McMaster-Carr chama atenção pelo layout simples. Sem banners chamativos nem muitas cores, eles fornecem todas as informações possíveis sobre cada produto. O site oferece a facilidade de clicar em um link que abre uma caixa de encomenda. Isso é muito útil para compradores de grandes quantidades de produtos. Eles também têm um mecanismo fácil de seleção e filtro.

7 lições dos grandes e-commerces

A partir desses exemplos, podemos aprender que sua loja deve se concentrar nas seguintes áreas para oferecer uma boa experiência aos usuários:

  1. Informações claras sobre os produtos;
  2. Categorização adequada;
  3. Fácil mecanismo de filtro para que os usuários achem o produto certo rapidamente;
  4. Processo de encomenda simples;
  5. Opção de busca fácil para o usuário navegar pelo site;
  6. Boas imagens do produto em fundo claro;
  7. Integração com redes sociais para melhorar sua visibilidade e influência online.

Sua empresa já colocou em prática alguma dessas dicas? Compartilhe essa experiência nos comentários!