10 Dicas para sucesso no e-commerce

10 Dicas para sucesso no e-commerce

Como em qualquer negócio ou loja física, gestores de e-commerce estão sujeitos a cometerem descuidos e negligenciarem pontos importantes da interação loja-cliente. Isso é preocupante, pois a confiança que levou muito tempo para ser gerada pode se perder em duas ou três compras frustradas.

Para evitar que isso ocorra, separamos 10 dicas que irão preservar a qualidade de seu e-commerce e mostrar onde sua loja virtual pode ser melhorada. Vamos às dicas:

1. Torne o processo de compra o mais rápido possível

O número máximo de cliques que o cliente deve realizar pra terminar a compra é três. Evite o preenchimento de formulários inacabáveis e invista na manutenção de dados para compras futuras, sem violar leis de retenção.

2. Invista em marketing

Garanta máximo impacto nas redes sociais com ações intermitentes e ponderadas. Ações em mídias sociais não garantem o sucesso do e-commerce, mas não investir nestas ações garante o fracasso (perda de mercado para os competidores).

3. Torne as entregas ágeis e confiáveis

Não crie prazos de entregas que não sejam condizentes com a realidade. Invista também na embalagem, afinal, a embalagem é a proteção da mercadoria e a primeira impressão que o cliente tem quando chega o tão desejado produto. Marca e identidade visual também entram neste quesito, pois são representados na embalagem.

4. Capriche no SEO e nas imagens

As definições dos produtos, suas imagens e palavras-chave devem ser concisas e bem elaboradas. Os links devem estar operantes e condizentes com as páginas de destino. Fique atento a esses itens e garanta melhor ranqueamento nos mecanismos de busca.

5. Pense na mobilidade

Compras não são realizadas apenas em desktops (computadores de mesa) e notebooks. Hoje as compras são efetuadas de qualquer dispositivo conectado à internet. Invista em responsividade de seu site para não perder informações importantes do layout e frustrar o cliente.

6. Insira feedback para os consumidores

Insira ações de feedback de forma que o cliente saiba que o site está em processamento e se a compra está dando certo ou não. Pequenos ícones e animações, barras de carregamento e mensagens de tela são alguns exemplos de feedback.

7.  Legislação clara

Deixe bem explicitadas as normas e regras em todos os âmbitos, despesas extras, políticas de troca e retorno. Normas como ABNT NBR ISO 10008 e o decreto 7962 possuem algumas regras que devem ser seguidas. A razão social da empresa e o número do Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) devem estar em local visível no site, e o cliente deve conseguir encontrar facilmente os endereços e as formas de contato com a empresa.

8. Entenda o público-alvo e o nicho de mercado

Não ceda à tentação de vender de tudo um pouco logo no início. Somente após um determinado tempo (e número de clientes) que o e-commerce pode se dar ao luxo de agir dessa forma. O melhor é ser muito bom em algo e fidelizar o consumidor.

9. Disponibilize diversas formas de pagamento

Além das formas tradicionais de pagamento, invista em Paypal e Pagseguro. Quanto mais formas permitir, maior a quantidade de consumidores que seu e-commerce irá abranger.

10. Monitore as atividades no site

Utilize programas como Google Analytics, para verificar as fontes de maior acesso e verificar onde está a maior quantidade de clientes. Após isso, tente reforçar esse fator. Além do Google Analytics, utilize programas que mapeiam a movimentação do mouse para identificar “hot zones”, que definem onde os clientes passam a maior parte do tempo.

Existem outros tantos detalhes, como logística de entrega e valor de sua marca que também influenciam na decisão do cliente. Por enquanto, Siga estas dicas, realize um bom trabalho e mantenha o foco.

Como anda seu e-commerce? Estas dicas foram  úteis? Deixe um comentário! E continue acessando nosso blog para saber mais sobre soluções para e-commerce.